Duma (frame by frame)

Duma (frame by frame)

25.44  IVA incl.

Em stock

Compre este produto agora e ganhe 120 Pontos!
Qty:
REF: 4e980f4f87b2 Categorias: ,

Descrição

Duma (frame by frame)

Campo da Comunicação

Edição Bilingue

Z32/ESC

“Não é intenção reproduzir o real, porque a técnica de Duma traz ao de cima o maneirismo plástico que pode ser mais característico da ilustração, e joga isto com a ideia clara de que importa captar a mulher nesse momento de quase perfeição digno de ser admirado. Não é uma mulher real, numa acepção imediata, é uma fracção de quase sonho, parada numa tela para vislumbre contínuuo daquilo que só fugazmente pode ser apreendido. é uma mulher complexa, uma mulher manifesto desse reduto de profunda mística que é a feminilidade e que transporta intransigentemente as suas características mais insondáveis. Este é um manual de feminilidade. Um itinerário por subtis modos de trazer ao de cima a mulher mais admirada. Pode ser visto como mostra breve da mulher, como se estivéssemos perante a tese feminina, discursiva, coerente, optando por certo enfoque para o que será distintivo do género, o mais distintivo, esse delicado sublinhado do corpo, tão belo quanto consciente de si mesmo. A consciência de ser mulher está aqui em causa. A aceitação do papel da mulher, não como modo de submissão mas como exercício desse poderoso fascínio. Esta é uma tese para se saber ser mulher, esta mulher monumento, como disse atrás, naturalmente colocada entre tudo como a mais universal de todas as fontes de inspiração, a mais cobiçada e procurada, a mais desejada e temida, o mais persistente e inesgotável motor da arte.” – Valter Hugo Mãe. A humanidade enfrentará sempre a dificuldade de entender as mulheres, por quanto têm de mistério e, sobretudo, porquanto produzem de absoluto fascínio. Claro que não são simplesmente machistas as histórias sobre o insondável do espírito feminino. Acontece ser verdade que a mulher é feita de muito o que o homem é feito, acrescida de doses de intuição, uma ligação privilegiada à terra e um potencial glamour que as coloca no lugar mais sagrado de todos. A feminilidade é isto, um misto de risco, percepção e atitude, a receita universal e intemporal para a criação, uma e outra vez, da mulher enquanto musa, amada, desejada. A mulher de Duma é uma só, definida por essa mesma energia sedutora e feminina de que se faz cada tela. é uma mulher bastante segura, ocupada com pequenas coisas, com ar de quem se aperfeiçoa, desde logo, a partir dos ínfimos gestos. Existe eminentemente um homem nestes quadros, um interlocutor com quem a personagem visível está em relação, mas o que importa mostrar é esse aspecto monumental da figura feminina. É a marca mais notória do trabalho desta artista, a monumentalidade da mulher que , sem ser agigantada ou manipulada para se heroicizar, como se faria numa arte clássica, aparece elevada pelo seu próprio porte, posta diante dos nossos olhos como exigindo contemplação. A ausência do interlocutor provoca, ou acentua, isso mesmo: a evidência da mulher como edifício de vestido, adornado, penteado, dotado de ímpeto. Há um sentido estrutural da mulher nestes quadros, também sublinhado pela técnica muito gráfica da artista, que faz com que a imagem se construa por camadas, como por patamares de cor, numa engenharia muito inteligente de como se faz surgir uma figura a partir das manchas plásticas. O resultado acaba por ser de uma modernidade assinalável, provando uma vez mais o inesgotável das possibilidades artísticas, o quanto ainda é plausível o encontro com outras fórmulas e diferentes pertinências para a representação da figuração humana.

Condição: NOVO! Vários exemplares disponíveis.

 

Informação adicional

Peso 0.951 kg
X