A Revolução de António e Oriana – Joaquim Sarmento

A Revolução de António e Oriana – Joaquim Sarmento

14.84  IVA incl.

Em stock

Compre este produto agora e ganhe 14 Pontos!
Qty:
REF: 279f7fb14b93 Categorias: ,

Descrição

A Revolução de António e Oriana – Joaquim Sarmento

Campo da Comunicação

ZZ21/VIT4

Sobre o Douro, Torga escreveu um dia que “vem de longe e vai longe a tua inspiração…”. Joaquim Sarmento é um Homem do Douro. Como poderia o Douro não inspirar, profundamente, a sua obra? Nas páginas dos seus últimos trabalhos literários ganham vida as aldeias deste Balsemão comum. Cerejeiro, cenário idílico de paixão e de drama; e Rio Doce, quadro rural em que se desenvolve muito do enredo deste “A Revolução de António e Oriana”. E se em “O Crime de Cerejeiro” (2008) não surpreende a escolha do cenário no qual o Autor emoldurou a acção, já esta obra espanta pelo sincretismo, tão complexo na formulação quanto notável no resultado, entre o romance e a narrativa histórica. Fui testemunha de alguns dos sucessos narrados no presente livro nesse Balsemão dos tempos do pós-revolução de Abril de 1974. Do ambiente daqueles fantásticos momentos em que a realidade de jovens como o Autor, e as personagens ficcionadas de António, Oriana e dos outros jovens do romance, foram actores da dialéctica entre a aceleração da História na grande cidade e a academia em ebulição revolucionária, e o pulsar destas terras do Douro tradicionalmente resistentes às mudanças políticas radicais. Dos medos, das crenças e desesperanças, alegrias e desilusões percorridas entre o idealismo utópico que faz acreditar ser possível uma mudança quase instantânea do mundo, e o realismo em que rapidamente se decai, mostrando-nos que é o mundo que nos vai mudando ao mesmo ritmo que corrige os cursos da revolução, por muito expressiva que seja a legitimação popular nos dias da revolta. Se fui testemunha das peculiaridades da revolução por terras de Balsemão, também o fui de como Joaquim Sarmento a viveu intensamente e se deixou marcar por ela no seu brilhante percurso como político e defensor de causas. Como escritor, para além do dom da beleza e rigor formais que o homem culto que é foi desenvolvendo e purificando, Joaquim Sarmento não resiste ao apelo dos afectos. E ainda bem que não resiste. Em “A revolução de António e Oriana”, sobre o pano de fundo do inigualável belo das tradicionais quintas do Douro, desenrola-se um daqueles romances em que o interesse memorial dos factos históricos se deixa ofuscar pela estória de amor, escrita com o coração. Um daqueles romances em que o leitor se deleita com o enredo e se não inquietaria com o adiamento do seu desfecho, antecipatório de uma desejada continuação.
Lamego, em Maio de 2009
José Mário Ferreira de Almeida

Condição: NOVO! Vários exemplares disponíveis.

 

Informação adicional

Peso 0.601 kg
X